Estudo revela que navegadores possuem impressões digitais

Mesmo que você seja muito cauteloso com seus dados na Internet, algumas informações básicas que podem ser coletadas pelo navegador formam uma espécie de impressão digital capaz de identificar usuários.

Uma pesquisa divulgada essa semana pela Electronic Frontier Foundation ( EFF ) concluiu que mesmo sem a utilização cookies navegadores populares como Internet Explorer e Firefox dão aos sites informações suficiente para obter um perfil único de seus visitantes.

Peter Eckersley, que desenvolveu a pesquisa, descobriu que informações de configuração como dados sobre o tipo de browser, sistema operacional, plugins, e até mesmo fontes instaladas no computador podem ser compilados por websites formando um retrato de quase 94% dos usuários que acessam o endereço.

Isto significa que a maioria dos usuários da Internet são menos anônimos do que imaginam. “Mesmo se você desativar os cookies e usar um proxy para esconder o seu endereço IP, você ainda pode ser rastreado”, disse Eckersley em entrevista.

Os dados não identificam o usuário pelo nome, mas são capazes de identificar se o dono desse navegador fez algo nesse ou em outro site.

Eckersley afirma porém que algumas configurações conseguem escapar do rastreamento. Acessos feitos pelo Firefox com NoScript ativado a partir de um computador com Winwdos XP não podem ser rastreados. Usuários que utilizam iPhone ou plataformas Android também não são identificáveis, na maioria das vezes. Isso porque eles normalmente não têm a variedade de plugins ou fontes, comuns em usuários desktop.

A EFF criou um site que monitora os visitantes e disponibiliza suas impressões digitais. O teste pode ser feito através do link: http://panopticlick.eff.org/

2 comentários:

  1. postei no meu blog ^^
    brenoinojosa.blogspot.com
    dá uma olhada lá =D

    ResponderExcluir